quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Tesão na ponta da língua

Se me mostra sua linguinha molhada
Fico louca

Se me lambe a virilha
Fico molinha, me derreto
E me arreganho

Que ousada é essa sua língua!!
Que se me invade a fenda
Me inunda o vale

Ahhh!! Língua insistente!...
Língua deliciosa!
Se começar não pare

Língua frenética
Que se me pressiona o epicentro de prazer
Causa ondas de sensações alucinantes
Me desestabiliza em proporções gigantescas

Que Língua desatinada!!
Que se não alivia
Arranca de minhas entranhas
Explosões de abalos cadenciados

 Língua poderosa
Que tremores são esses?!!
Que me arrancaste das profundezas...
Tão intensos, tão constantes
Que ecoam pelo meu corpo inteiro

Ahhh!! Língua sacana
Me deixaste toda trêmula
E coração disparado

Língua doce de meu gozo
Que se toca a minha
Me acalma e suaviza

Ahhh!! Essa linguinha...



-SIBILA MARKIS